Your browser version is outdated. We recommend that you update your browser to the latest version.

 

 

Prémios Bartolomeu

Prémios Bartolomeu

Para estimular o ensino e a investigação no domínio da ciência regional, e para reconhecer o testemunho de professores e investigadores deciência regional, a Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Regional decidiu, em 2009, instituir quatro prémios:

Prémio Bartolomeu Perestrelo

 
O Prémio Bartolomeu Perestrelo é atribuído de três em três anos a cientistas lusófonos que sejam reconhecidos pelo seu curriculum no ensino e investigação em Ciência Regional. O prémio é atribuído à pessoa seleccionada pelos membros das três últimas direcções da APDR tendo em atenção a contribuição pedagógica e científica para a Ciência Regional e o reconhecimento da comunidade de ensino e de investigação que se dedica à Ciência Regional.
 
 
 

Prémio Bartolomeu Dias

 Imagem

 
O Prémio Bartolomeu Dias é atribuído anualmente ao melhor artigo publicado no ano anterior em revistas científicas portuguesas no domínio da ciência regional. O prémio é atribuído por um júri independente de entre os artigos que lhe sejam enviados, através do secretariado da APDR, pelas revistas portuguesas no domínio da ciência regional num total de dois artigos por revista. O júri é constituído por três cientistas convidados pela direcção da APDR por um período de três anos.
 
 

Prémio Bartolomeu Gusmão / SATA

 Imagem

 
O Prémio Bartolomeu de Gusmão é atribuído anualmente aos cientistas portugueses que mais tenham publicado em revistas científicas no domínio da ciência regional nos últimos três anos. O prémio é atribuído pela apreciação pela Direcção da APDR sobre a base de dados disponíveis no ISI Web of Knowledge, na secção de Economia Regional, Rural e Urbana.
 
 
 
 

Prémio Bartolomeu

 Imagem

 O Prémio Bartolomeu é atribuído a cientistas com idade igual ou inferior a 33 anos no dia 15 de Julho de cada ano, que apresentem um trabalho em sessões do Congresso da APDR. O prémio é atribuído pela apreciação de um júri constituído pelo director da Revista Portuguesa de Estudos Regionais e mais dois cientistas por ele nomeados. Os critérios de apreciação são: a coerência conceptual, a relevância para a ciência regional e o impacto no desenvolvimento regional.
 
 
 
A escolha da designação dos prémios deriva da coincidência dos nomes próprios de três heróis lusófonos - mais um Bartolomeu que há-de vir - que deram novas visões ao mundo sobre a forma de gerar rotas, de recriar sítios e de valorizar pessoas. E isto foi feito através do ensino que leva ao risco, em Bartolomeu Perestrelo; pelo risco que conduz à descoberta, em Bartolomeu Dias, e pela descoberta que antecede a inovação, em Bartolomeu de Gusmão.